domingo, junho 06, 2010

o amor é a atitude mais solitária que existe. a que mais exige coragem e a mais perigosa...
sempre penso e vivo a sorte de ter amor, ...ele se apresenta de diversar maneiras.
o amor da familia que é o 1º que se vive, que no decorrer da vida te leva a ir ao desprendimento
de laços, espaços, afastamento físico, e para aluguns casos afastamento mesmo...
depois os amigos, que vem pra sua vida a sua escolha, e outros te escolhem, é lindo, quente,
cheio de riso, preenchem um vazio que so amigos ocupam, pois eles sabem onde ir, onde nos
levar, quando nos aconchegar, quando nos dizer a verdade, e quando nos deixar...sempre a sua
escolha, sempre te escolhem...
o amor em forma de paz que sustenta seus dias, que preenchem lacunas simples....complexas...
mas o amor tem alguns lados que não se comentam muito sobre ele... o lado da compreensão,
o lado da indignação, o lado da paz, o lado da guerra, o lado de cativar e o lado de explorar...
o lado de aceitar e o lado de se indignar...td dentro do mesmo amor...
esse mesmo amor que todos citam com toda a categoria de que ele so cuida, cresce, e sustenta...
o amor tem um lado duro...muito duro ,,o lado da indignado, nao aquele lado de indgnacao que quer
exclusividade, ..nao nao , esse nao é o amor apenas é o amor sob a vaidade...mas é tbm o amor
que se mostra em sua verdade, pq quem quer ter um amor que cative, se doe, ou viva, , sinta falta
do outro, enqto se tem um amor em si?
quem quer aquele amor que se confessa teu todo dia, que pegue td isso e dê a outro?
a ciumes...esse é um lado do amor...nao o exclusivista, mas aquele amor, que ja se deu antes
e se pergunta pq nao se pode dar mais? nao se pode ter mais?
aquele amor que ja nasceu novo para um novo amor viver, mas que nao sabe se desprender ao anterior
que nao soube pq teve que se desprender do anterior para começar um novo...
o amor que se pergunta o pq passa por isso, o amor incoformado pela mudança de espaco, morada, pessoa...
o amor que mesmo indgnado, tenta se refugiar num novo peito, num novo calor, num novo 'amor'
este ja está entre aspas, pq nao pode ser realmente vivo, pois ainda ha lacos anterior a ele e para ser vivido
se pergunta como? de que maneira?
vive o que há de novo, se aquece com ele, ama, sorri, sofre, vive, mas se questiona pq nao pode ser como se queria,
pq teve de comecar um novo amor, e pq aquele amor que se conheçera teve de ter fim...
vive o novo amor como refugio, como oxigenio, vive como agarra-se no possivel, e comeca a descobrir que pode ser bom...
mas nao pode se desligar do amor que a conhecera pq nao aceita agora, o fato de ter aceitado tanto o que se vivia em amor, eque o levara a fim....
mas mesmo assim, se refugia n esperanca de nao seguir sozinho por um caminho árido, ja que nao tem ao lado quem sonhou, nao mais, ja o teve e hj o que pode fazer é carrea-se de lembranca... mas a sorte lhe sorriu e um amor desavisado lhe surgiu...com toda sua peculiaridade, com toda sua alegria, seu calor, sua pureza.
a diferenca entre esse amores que se encontraram, é a mais coriqueira situacao...um amor sofrido e envellhecido que nao encontrara oportunidade onde morava, viu-se perante um amor vivo, com uma morada rica a lhe recber...entao sem precisar reforçar o convite ele entrou...e viu que um amor novo e quente vivia ali onde lhe foi chamado... o amor envelhecido e marcado pela vivencia anterior viu-se em uma morada nova, limpra, renovada...
o amor envelhecido, com a vontade de sobreviver, de laguma maneira...e o amor novo com a alegria de ter-se sobrevivido de tal experiencia que o colocara dignamente num posto de vida, limpa, vvivida, sonhadora...
viu?
2 tipo de amor se encontraram,,,1 com a busca eterna de como viver o amor possivel com aquele que o deixava orfao
e o outro amor limpo, amor crianca, o que ve graca em td pq tem seus olhos limpos, coracao e alma dignificado por ter sobrevivido...
o 1º se faz vivo, o 2º vive
o 1º se aconchega no novo repleto de vontadade de viver o velho;
0 2º completamente limpo, pronto a receber um novo...
mas nao pode perceber por tamanha riqueza que o que se paroximara dele nao estava apto a viver td isso...
tinha apenas a desconfianca de que nao era hr de o 2º poder viver tamanha felicidade, mas nao tinha forca para recuar e dizer a ele pra continuar atras de seu sonho, ja que ele tinha sido largado, e exposto a toda falta de sorte de quem o amou antes...
o 2º o recebeu e viveu com alegriz e com sonho de que daria certo..o amor tem dessas coisas seja em qual lado for que se apresente...
o 1º nao teve coragem de sobreviver sozinho a tamanha dor, e maltrato que sentira...prefieriu escolher a uma mascara forte que o levasse a andar um
pouco em novos caminhos.. um amor fraco e um amor rico se encontraram....
o fraco alojou-se onde se viu aceito e amado e o rico coroou a chegada do fraco...acreditou o tempo que foi possivel que poderia mostrar ao outro
o que o amor tem de melhor...a liberade.
o amor é livre, é livre de dor, de passado, é livre de julgamento é livre para nao se colocar abaixo do outro pq o ama...
o amor é livre! o amor nao esta para rastejar para aquele que escolheu amar... o amor é digno... o amor nao esta disposto a viver com o minino possivel, um gesto minimo, um movimento minimo, o amor nao é um cachorrinho que abana o rabo
apos tanta espera por um biscoito jogado pelo dono... o amor é para estar dentro daqueles que o podem carregar... o amor sofre ao ver o que poderia ser mais, ser crescente, ser entre muitas caracteristicas ímpar, singular, único...e se houver mais adjetivos que defina algo que é único, pode-se fazer uso.
o amor é repleto de coragem, a ponto de se ver solitário porém acompanhado, e ainda torcer para que sua compania desvende o mistério de que amar limpamente
é o grau mais alto que se possa alcancar... amar é uma escolha....ser amado é uma sorte...rastejar para ter um amor de quem se escolheu amar é uma penitencia,....
estar com um amor e viver na esperanca de saber lidar com o amor que nao se teve como quis é uma indecencia...
mas so um amor limpo pode ver um amor pobre pedido pra sobreviver de alguma maneira e com alguma migalha e estender-lhe a mão, para que nao caia dentro de si só e perca a chance de que amar é digno e corajoso, mesmo que se possa estar solitário com ele...
o amor as vezes nao tem coraem de dizer a verdade pq amar tbm é duro, consigo e com os outros, mas tbm ha um lado do amor que é compromisso e dizer a verdade é mais libertador do que parece, libera a sida omissao e o outro do sonho que se vive com ele, ….
E ele vai se libertar tbm de procurar no lugar errado o que deseja encontrar…
Amar é isso tbm, procurar acertar e errar no caminho, o amar tem muitas faces e uma delas é causar no outro a tristeza do fim do que se construiu a tanto tempo para ir atras construir td dinovo, so que com a esperanca de que esta seja a ultima vez...
quando for se arriscar de tal forma a viver um amor, ouça incondicionalmente sua intuição, nao se assuste se ela for mais forte do que vc sente, apenas siga-a...
isso te livrará de muita coisa...

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial