sábado, dezembro 23, 2006

cartão de crédito gold

outra coisa que não muda é a atitude enganada e desumana de querer ser o que não é..o poeta Vaz, disse essa semana que qdo ele percebeu que sua admiração por pessoas importantes, o levava a não viver o que ele é, ai sim ele pode seguir adiante e ser quem ele é.
são paulo é uma cidade um tanto abominável.
qdo cheguei a floripa no reveillon passado, logo fui caminhar ...a cidade é linda!
turística, e a prefeituta faz ela ser cada vez mais hospitaleira.
libera empreendimentos que tragam recursos, até aqui nenhuma novidade.
qdo sai do flat, e fui caminhando, vi muitas crianças na rua, seguindo pra praia com sacolinhas de coisas a vender.
com fome elas chegavam nos restaurantes e olhando pro nosso prato ofereciam coisas de pequeno valor.
aquilo seria um modo ou de vender algo que não compraria comida pra familia, ou de poder saciar a fome que só elas sabem desde qdo a acompanham.
Sentei a menininha a mesa comigo pedi seu prato e logo chegaram a mar e mais uma pequenininha em seu colo.
comeram todos! meu prato era grande e o da pequena tbm.
lá eles não venderam nada, e eu tive que negociar a presenca delas ali.
sai da mesa, e elas continuaram, espero que não tenham sido enchotadas de lá.
fui direto ao posto de saúde, que qdo cheguei dia 27/12 cedinho já estava fechado, e qdo cheguei após o almoço percebi que continuava fechado sem aviso algum na porta.
bem os turistas tem planos de saúde, a população local não.
conversei com pescadores, sim aqueles que trazem os alimentos que são vendidos bem caro na alta temporada, eles me confideciaram que nnao ganham a mais por isso não.
falaram com descrição para que o comprador não percebesse sua indignação.
e a minha tbm claro, pois minha boca se abria e os olhos exibiam um choque profundo.
la é uma terra de gente bonita.
mas de gente que tbm não enche as páginas de uma revista, e é essa gente que faz aquela cidade ser algo tão atrativo.
eu não sei qtas vezes tive problemas com minha aparecia, entrevistas de emprego. situações sociais.
depois dessa ocasiao, houverma outras mais,...é terrivel perceber que hj em dia isso nao mudou.
sua aprencia abre portas, traz a simpatia, e o tratamento que infelizmente é enganoso, pois se aproximam das belas pessoas, para ver de perto, pra andar junto e dizer " vc sabe eu só ando com gata!", se aproximam tbm, pra tentar exaurir de algo que nao lhe foi dado. coo se ndar junto pudesse satisfazer, amenizar a feiura do oportunista...traz enganos, enche os olhos, traz mais enganos, satisfaz o ego e traz enganos, alimetam sonhos e traz enganos, esquentam seus desejos e trazem mais enganos.
eu não fazia idéia de como um corpo cheio de curvas pode mudar tanto a atitude de alguém...eu em minha ingenuidade, sim um defeito latente, não previ isso.
pre-supus sempre que o outro era igual a mim, mas nao é verdade...ele é igual aquele que ele sonha ter ou ser ou ambos.
suas roupas de grife amenizam algo, seu cartnao de crédito dá direito a ir e vir , seu dinheiro dá direito a ter e não ter, não importando aqui o que se pode obter com seu maldito dinheiro.
eu trabalho pra pagar o aluguel e me dou por feliz já, mas quero ganhar dinheiro...quero parar de pagar aluguel, me parece justo isso não?
mas se eu trabalhar pra comprar vc...nossa como seria minha jornada de trabalho, de 16 horas dia, eu teria de trabalhar....deixa eu ver aqui na calculadora...2 horas!
NOSSA !!! como vc é baratinho?!
afinal de contas os produtos que são colocados no mercado em gde quantidade faz com que seu valor seja diminuido pq o interesse de troca por um modelo novo é maior...
em manifestação ao racismo foi feito a musica..." a carne negra é a mais barata do mercado"...
em manifesto ao ato desumano de degradar o ser humano, foi-se adquirindo arrogância, egoismo, mau caratismo...
é em relação a comprar o prazer que aquilo ou aquela bunda redonda pode te dar de prazer, seu cartão de crédito serve...mas...o caráter ainda não foi produzido como a ovelha dolly.

Marcadores:

1 Comentários:

Blogger kat disse...

Linda!

Sou uma repetidora do que quero me livrar de ser. Não sei direito o que quero, mas sei o que não quero. Não quero fingir que sou zen. Quem em sã consciência pode se dizer zen com a situação do mundo?! MEu apelo é que a gente só não reclame mas que façamos algo pra mudar. Outro dia ouvi uma menina dizer que queria ir pra Africa, porra, com certeza no seu bairro deve existir algo que possa fazer, deve haver alguém precisando da sua voz. Tem gente que precisa de um olhar de carinho e a gente tá sempre repetindo pra eles sem saber nem o que eles estão pedindo "não tenho".
Seu post é de arrepiar, escrevi outro post só com a inspiração q este me deu, passe lá.

Um beijo apertado.

Natal.

10:31 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial